A Viatura da Empresa é um cartão de visita

      Comentários fechados em A Viatura da Empresa é um cartão de visita
A Viatura da Empresa

A Viatura da Empresa

A Viatura da Empresa é um cartão de visita. É muitas vezes através de vermos com regularidade a circular as viaturas de uma determinada empresa que tomamos conhecimento da mesma, e a nossa imagem dessa empresa começa desde logo a ser desenhada por nós, se as viaturas se apresentam sujas e com uma decoração envelhecida e mal tratada, então ficamos com impressão de uma empresa que não cuida das suas coisas e da sua imagem. Pelo contrário se as viaturas de uma determinada empresa se apresentam limpas e com uma decoração sempre de aspecto novo, então aí ficamos com a ideia de que essa empresa sabe cuidar de si e esperamos que se nos vai prestar um serviço o mesmo seja da mesma qualidade cuidada que colocam nas viaturas da sua frota.

A Frota da empresa
Convém uma empresa que possua meia dúzia de viaturas que as mesmas tenham sempre uma imagem idêntica para haver homogeneidade entre elas. No entanto se você tem uma micro-empresa e posssui apenas uma ou duas viaturas, não pense que as mesmas não são vistas e que não necessita de as ter decoradas. Trabalhei já como fornecedeor e como cliente para uma empresa que tem apenas duas carrinhas e ambas estão decoradas de forma idêntica e cuidada, falei com várias pessoas aconselhando os serviços dessa mesma empresa e todas as pessoas me diziam que viam constantemente as viaturas dessa mesma empresa, que a mesma deveria ter uma frota muito grande; quando eu dizia que eram apenas duas carrinhas as pessoas ficavam incrédulas pois a sensação que dá como as carrinhas circulam constantemente pela cidade, é que a frota é realmente muito grande.

A Farda
Se ter as viaturas da sua empresa decoradas com a imagem da sua empresa é importante, então porque não ter uma farda para quem utiliza esaas mesmas viaturas? Quando falo em farda não falo em fardas tipo carteiros antigos, ou tipo militarizadas (que as empresas de segurança tanto gostam). Falo sim de um código de roupa de trabalho que os funcionários que andam com as suas viaturas tenham de cumprir de forma simples, No Verão uma simples T-shirt ou Polo com o logotipo da empresa e um endereço de Internet do seu site e no Inverno porque não uma Sweat Shirt de manga comprida ou um casaco para a chuva? Vão-me dizer que tudo isto custa dinheiro e eu contraponho que hoje em dia graças aos avanços de tecnologia para estampagem de peças de roupa em pouca quantidade, não fica assim tão caro e além do mais deve ser visto como um investimento na imagem da empresa e dos seus funcionários.

O Condutor
O Condutor é aquele que para mim tem um dos papéis mais ingratos numa empresa. Passo a explicar: Imaginem uma carrinha de distribuição ou de manutenção de serviços ou de um comercial da empresa. Facilmente essas viaturas conseguem fazer mais de 150 km por dia por vezes em ambientes urbanos, e todos nós sabemos que uma pessoa facilmente perde a cabeça no trânsito (falo assim porque incluo-me nesse grupo). Imaginemos então a seguinte situação:
O Sr Neves é o condutor da carrinha de distribuição da empresas “Cafés e Cafés” e saiu às 8.30 do armazém e depois de realizar algumas entregas encontra-se no centro da cidade para fazer uma entrega e recolher nova encomenda no “Café Astrombique” já são 10 da manhã e o Sr Neves ia estacionar ao fundo da rua mas um condutor antecipou-se e ocupou esse mesmo lugar. O Sr Neves colocou a cabeça bem fora  da janela e argumentou alto e bom som com o Sr que lhe “roubou” o lugar, dizendo tudo que se lembrou do seu vasto dicionário de brejeirices. O Sr Neves 10 minutos depois acabou por arranjar outro lugar e lá foi com a caixa de café até ao “Café Astrombique”… quando entrou deu de caras com o Sr que lhe tinha “roubado” o lugar e a discussão retomou o nível que já tinha tido na rua. Afinal aquele Sr era o dono do café e acabou por não aceitar a encomenda, cancelou todas as encomendas que havia e a “Cafés cafés” perdeu um cliente de muitos anos.
Recentemente uma empresária amiga minha dizia-me que recebia telefonemas e emails com alguma regularidade acerca do comportamento de um condutor das suas carrinhas de distribuição sendo que a esta empresária apenas restava pedir desculpas em nome da empresa e falar com o seu condutor para que situações comos estas não se repetissem!
Há que entender o stress dos condutores, mas os mesmos têm de ser formados e têm de entender que eles são a imagem da empresa junto do cliente, têm de entender que perder um cliente pode significar uma quebra nos negócios que leve a ter de despedir pessoas e até podem por em risco a manutenção do seu próprio posto de trabalho.

Espero ter ajudado com este texto acerca das viaturas e imagem das empresas na rua.
Caso necessitem ajuda com Design / decoração de  viaturas e Estamapgem de vestuário  contactem comigo através do email jtogando@gdidesign.pt

João Tiago Ogando

Related posts:

Spread the love

Comments

comments